Implante de Marca-Passo Definitivo

Implante de Marca-Passo Definitivo

Implante de Marca-Passo Definitivo

Os marca-passos cardíacos são pequenos dispositivos implantáveis, capazes de monitorar o ritmo cardíaco e estimular o coração, impedindo que a frequência cardíaca se reduza abaixo de determinados limites. Atualmente, existem muitos modelos diferentes de marca-passos aplicáveis para cada tipo de paciente.

Os marca-passos convencionais evoluíram muito nos últimos anos, incorporando funções capazes de devolver ao paciente uma condição de vida muito semelhante à do indivíduo normal. Para que o paciente se beneficie de todos os recursos disponíveis, é necessário realizar periodicamente a programação do marca-passo.

O procedimento é realizado com anestesia (sedação endovenosa) para que o implante seja totalmente indolor. As salas de cirurgia são isoladas, o ar é bacteriologicamente filtrado e o fluxo é laminar, praticamente eliminando o risco de infecções. Durante a cirurgia, são implantados eletrodos especiais no coração, que chegam até o marca-passo pelas veias.

Os eletrodos são posicionados em locais pré-definidos e guiados pelo equipamento de Raios X. O número de eletrodos implantados depende de cada caso e é definido pelo médico, que vai implantá-lo juntamente com o médico clínico.

O marca-passo é conectado aos eletrodos já implantados e testados, ficando sob a pele, geralmente na região subclavicular direita ou esquerda. A pequena abertura na pele é fechada por pontos intradérmicos reabsorvíveis, dispensa a necessidade da retirada de pontos e deixa uma cicatriz quase invisível.

Após o implante, o paciente é acordado e levado ao quarto, não sendo necessária a UTI.

Unidades