Implante de Marca-Passo Ressincronizador

Implante de Marca-Passo Ressincronizador

Implante de Marca-Passo Ressincronizador

Alguns pacientes apresentam um quadro conhecido como insuficiência cardíaca congestiva (ICC) em decorrência de diversos fatores (infarto, Doença de Chagas, Miocardites etc.). Clinicamente, o paciente apresenta cansaço fácil, falta de ar, inchaço nas pernas e falta de disposição.

O Raio X do tórax mostra a dilatação do coração, o Ecocardiograma confirma a dilatação e mostra a redução da capacidade contrátil do músculo cardíaco e o eletrocardiograma geralmente mostra bloqueios no sistema elétrico do coração.

Normalmente, estes sintomas respondem bem quando o tratamento clínico começa, porém, nos casos em que não se obtém boa resposta, existe a possibilidade do implante de um marca-passo especial, que é chamado de ressincronizador.

É necessária uma avaliação criteriosa para decidir qual paciente realmente se beneficia desse tratamento. Nos casos selecionados, observa-se uma importante melhora clínica.

Acontece a redução do inchaço, do cansaço e do aumento da capacidade física, além da diminuição dos remédios em muitos casos.

A cirurgia é realizada com anestesia geral e os eletrodos (2, 3 ou até 4) são implantados no coração, guiados pela scopia (Raio X). Alguns desses eletrodos são implantados dentro de veias específicas do coração para melhorar o rendimento do músculo, sendo necessário um equipamento especial para este implante.

Unidades