Serviço de Arritmias Pediátricas

Serviço de Arritmias Pediátricas

Serviço de Arritmias Pediátricas

É comum que casos cardíacos pediátricos se refiram a problemas congênitos e não há uma forma específica de se proteger disso. Realizar acompanhamento pré-natal e manter hábitos saudáveis durante a gravidez ajudam a detectar precocemente possíveis problemas de saúde nas crianças.

No caso das arritmias cardíacas, que se caracterizam como alterações no ritmo dos batimentos cardíacos, é possível que a criança leve uma vida normal, desde que sejam tratadas precocemente.

O tratamento é, inicialmente, orientação à família e o uso de medicamentos específicos conforme cada caso. Alguns pacientes necessitam de tratamentos mais invasivos, como a ablação por radiofrequência (que representa o tratamento curativo definitivo em muitos casos) ou até o implante de marca-passos e/ou desfibriladores.

Quando há a necessidade de marca-passo, aparelhos de pequenas dimensões são implantados com técnicas desenvolvidas pela própria equipe e as crianças são acompanhadas periodicamente.

As programações específicas são feitas, de acordo com as exigências de cada patologia e conforme a demanda de crescimento de cada paciente.

Dicas de como prevenir e identificar as Arritmias Pediátricas:

  • Muitas patologias são hereditárias, portanto, se houver registros de doenças cardíacas na família, os cuidados devem ser redobrados;
  • As avaliações médicas pelo pediatra são fundamentais nos primeiros meses de vida, para a identificação e o controle de problemas que poderão resultar em arritmias no futuro;
  • Crianças com cardiopatias congênitas, já corrigidas ou não, desenvolvem arritmias mais facilmente do que a população geral;
  • Valorizar sempre qualquer queixa de palpitação referida pela criança;
  • O diagnóstico é feito por meio de exames comuns sempre que há alguma suspeita, iniciando a partir de uma avaliação física detalhada, um eletrocardiograma e um ecocardiograma. Com esses resultados, temos a base para iniciar uma investigação mais profunda, com exames mais específicos nos casos detectados.

O HCor possui ainda uma estrutura física, clínica e tecnológica para o tratamento dos pacientes pediátricos, com equipamentos de anestesia, ecocardiograma transoperatório e cateteres de mapeamento e ablação adaptados a esse tipo de paciente.

Uma equipe de anestesistas treinados para cirurgias em crianças acompanha todos os procedimentos.

O serviço também conta com a ajuda da equipe de cardiopediatria do HCor, que auxilia os casos nos quais o ecocardiograma intra-operatório é necessário. Há também a possibilidade de usar a UTI infantil nos casos mais graves durante a recuperação pós-operatória.

Unidades