Cardiologista do esporte do HCor orienta a como se preparar para a São Silvestre

Cardiologista do esporte do HCor orienta a como se preparar para a São Silvestre

Consulta médica e exames cardiológicos específicos, como eletrocardiograma, teste ergométrico e exames laboratoriais antes de esportes intensos são imprescindíveis para detectar e corrigir possíveis problemas cardiovasculares; Roupas apropriadas favorece a transpiração e ajuda o corpo esfriar naturalmente

O evento esportivo mais aguardado pelos amantes de corrida de rua, a Corrida Internacional de São Silvestre, se aproxima. Tradicionalmente no último dia do ano esportistas de diversas partes do mundo e fortes nomes do atletismo brasileiro se reúnem para correr os 15 km de prova. Mas, afinal, como se preparar para completar com sucesso, e sem surpresas, o percurso? A primeira recomendação é realizar um check-up preventivo – principalmente para aqueles que pertencem a grupos de risco, como os que estão com sobrepeso, são fumantes ou passam muito estresse no trabalho.

Por ser uma corrida com subidas e descidas importantes, é preciso muita preparação e seguir corretamente alguns cuidados básicos, mesmo para aqueles mais experientes. “Quem vai encarar uma prova como essa, precisa fazer uma avaliação pré-participação, que inclui consulta especializada e exames como eletrocardiograma, teste ergométrico e exames laboratoriais para conhecer os níveis de gordura e de glicose do organismo”, orienta Ricardo Contesini, cardiologista do Esporte do HCor – Hospital do Coração.

O check-up cardiológico, segundo explica Dr. Contesini, as antes de iniciar qualquer esporte reduzem os riscos de eventos cardiovasculares graves, como infarto, arritmias e, em casos mais extremos, a morte súbita. “Dor no peito ou pelo corpo, mal-estar geral, azia, tontura, inchaço nas pernas e até tosse podem indicar algum problema cardíaco. Por isso, a avaliação médica é imprescindível para conferir as condições de saúde cardiovascular, que permite traçar um programa de avaliações cardiopulmonares do desempenho do atleta, de acordo com a modalidade escolhida”, alerta.

Para quem não se preparou muito, ou mesmo para quem vem se preparando para o Dia D, chegou o momento de se dedicar e estabelecer um ritmo de prova. Nas últimas semanas, é possível, de acordo com o cardiologista do HCor, melhorar a condição física. Mas, vale o alerta: “Vá com calma! É importante estar ciente da própria condição física para aproveitar a corrida de forma saudável. Neste momento, é melhor fazer treinos menores e menos intensos, mas ter uma continuidade”, destaca. Confira algumas dicas:

Cuide-se e boa sorte!

  • Não adie a visita ao médico, nem exames antes de iniciar o esporte;
  • Procure correr regularmente, não apenas aos finais de semana;
  • Fique atento aos sinais de alerta, como falta de ar, dor no peito, tontura, palpitação ou desmaios;
  • Descanse, hidrate-se bem e mantenha uma alimentação balanceada;
  • No dia da competição, invista em um café da manhã leve, mas com carboidrato para ter energia para encarar o percurso;
  • Interrompa a atividade sempre que surgirem sintomas, mesmo que discretos, de algum problema de saúde.