• Norte e Nordeste lideram a mortalidade por cirurgias contra câncer do sistema nervoso central | HCor | Hospital do Coração
    Norte e Nordeste lideram a mortalidade por cirurgias contra câncer do sistema nervoso central

    Norte e Nordeste lideram a mortalidade por cirurgias contra câncer do sistema nervoso central

    Levantamento realizado pelo HCor Onco, unidade de radioterapia localizada em São Paulo, revela as diferenças regionais na mortalidade pela doença. Segundo o estudo, as regiões Norte e Nordeste do Brasil registram as maiores taxas de mortalidade do país quando o assunto são as cirurgias contra câncer do sustema nervoso central (cérebro e medula espinhal).

    No Norte esse índice chega aos 13% de mortes, enquanto no Nordeste a taxa fica em 8%. Nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, esses valores ficam entre 6% a 7%. Esses números alavancam a taxa de mortalidade nesse tipo de cirurgia no país, onde a média fica em 7,11%.

    De acordo com o levantamento do HCor Onco, o sistema público de saúde apresenta grandes disparidades regionais o que influencia na mortalidade. Para chegar a esses dados, o estudo levou em consideração informações da base de dados da saúde pública no país (DataSUS).

    Também foram analisadas 57.361 internações hospitalares. Com base nesses últimos dados, a pesquisa evidencia que o tempo médio de internação foi maior na região Norte: 20 dias, comparada a média nacional de 14 dias. O custo total foi de aproximadamente US$ 108 milhões e o custo médio por internação de quase US$ 2 mil.

    O estudo também mostrou que os estados que realizaram mais operações, que têm um PIB per capita maior e é mais populoso apresentaram menos mortes. O custo médio das internações também foi menor em estados com maior PIB per capita. “Precisamos dar seguimento a esse estudo para entender as causas dessas diferenças, e assim melhorar a qualidade ao atendimento de pacientes com tumores do sistema nervoso central pelo SUS ”, explica Gilberto Lopes, coordenador do HCor Onco.

    O estudo será apresentado na reunião anual da ASCO (American Society of Clinical Oncology), no próximo sábado (31), cujo o tema discutido este ano é “Ciência e Sociedade”. O evento acontece entre os dias 30 de maio e 3 de junho, em Chicago (EUA).

    Unidades