• Nutricionista do HCor dá dicas de alimentação saudável para crianças durante as férias de verão | HCor | Hospital do Coração
    Nutricionista do HCor dá dicas de alimentação saudável para crianças durante as férias de verão

    Nutricionista do HCor dá dicas de alimentação saudável para crianças durante as férias de verão

    O verão pede alimentos leves e ricos em água. Tentar manter a rotina na hora da alimentação, mesmo em período de férias escolares, é um desafio que os pais devem enfrentar. Prestando um pouco de atenção no prato, dá para aproveitar o clima quente ao máximo, com muita energia

    Como alimentar as crianças na época mais quente do ano? Os cuidados com a alimentação dos pequenos neste período é tão importante quanto a qualidade do sono e a prática de atividade física. Durante o verão, as crianças costumam brincar mais do que o normal, e elas gastam mais energia e aproveitam cada instante dessa estação. Mas há um detalhe do qual os pais não podem descuidar: a alimentação dos pequenos, pois os resultados podem ser prejudiciais.

    De acordo com a nutricionista da Cardiopediatria do HCor (Hospital do Coração), Natane Souza, com as férias de verão, é possível realizar vários passeios e, a tão sonhada viagem de férias. Seja qual for o passeio, ou até em casa, é muito importante que os pais se preocupem com a alimentação de seus filhos, pois durante o verão há a elevação da temperatura do ambiente e, consequentemente, elevação da temperatura corporal.

    Quando a temperatura do nosso corpo aumenta, aumenta também a transpiração, que tem como objetivo resfriar o corpo, mantendo-o na temperatura adequada para o seu funcionamento. O problema é que ao transpirarmos, água e sais minerais são perdidos com o suor, o que poderá ocasionar um quadro de desidratação.

    “A desidratação ocorre quando o corpo tem menos água do que necessita, e geralmente vem acompanhada de sintomas como boca seca, fraqueza, tontura, dores de cabeça, urina escura e escassa. A desidratação pode trazer muitas complicações, principalmente para crianças, por isso é muito importante tomar alguns cuidados com a alimentação dos nossos filhos nesta época do ano, a fim de prevenirmos esse quadro”, explica a nutricionista do HCor.

    No dia em que a programação dos pequenos incluir passeios longos, o almoço sempre fica para mais tarde. Então, a dica é levar um lanchinho na bolsa para enganar a fome, por exemplo, uma fruta. E, na hora do almoço, não deixe a criança abusar na quantidade e a estimule para que mastigue bem a comida.

    Hidratar os pequenos, sempre!

    Durante o dia, vale a pena oferecer muito líquido para hidratar as crianças. Use e abuse de água e sucos naturais. Água de coco é uma ótima alternativa para eliminar os refrigerantes e refrescos em pó do cardápio. “Evite oferecer alimentos e guloseimas a todo o instante para as crianças. Estipule um intervalo de três a quatro horas entre as refeições. No caso da criança acordar mais tarde, não faça do almoço sua primeira refeição. É importante ingerir algum alimento leve antes (frutas ou suco natural) e depois siga o fracionamento adequado de três a quatro horas”, sugere Natane Souza.

    Em geral, o verão pede alimentos leves e ricos em água. Tentar manter a rotina na hora da alimentação, mesmo em período de férias escolares, é um desafio que os pais devem enfrentar. Prestando um pouco de atenção no prato, dá para aproveitar o clima quente ao máximo, com muita energia e sem ficar doente!

    A refeição dos pequenos será fora de casa? Leve frutas em uma bolsa térmica: uvas, maçã, pera, banana, laranja, melão e manga, pois além de hidratarem, fornecem vitaminas, minerais e energia na forma de frutose. Para maior praticidade, deixe as frutas já picadas. Também podem ser levados biscoitos (doces ou salgados) à base de farinhas integrais, bolo caseiro simples (embalados fatia a fatia, se já for levar cortado), mini sanduíches com queijo branco ou pastas de ricota e sucos naturais. “A dica é ler o rótulo para evitar aqueles com grande quantidade de açúcar e corantes. O primeiro ingrediente que aparece no rótulo geralmente é o está presente em maior quantidade, então fuja do açúcar”, recomenda.

    Se for comprar algo de última hora para dar à criança, prefira milho cozido, picolés de fruta, sucos e água de coco. Lembre-se também de evitar os alimentos vendidos na praia, como cachorro quente, sanduíches e preparações em geral que tenham maionese e camarão, além de salada de frutas, sucos que não sejam industrializados, entre outros. Há grande risco de contaminação no consumo desses produtos, desencadeando uma intoxicação alimentar na criança”, alerta a nutricionista.

    Cuidados com os alimentos industrializados! Evite que seu filho beba refrigerante e outras bebidas gaseificadas, pois elas favorecem a desidratação e a eliminação de sais minerais pela urina. Prefira as comidas feitas em casa, mas se durante o passeio resolver comer fora, evite frituras e comidas muito gordurosas. Evite alimentos processados, enlatados, congelados e condimentados.Muita atenção com os alimentos preparados em barraquinhas na praia ou em lanchonetes móveis, pois estes alimentos podem ficar expostos ao sol e estragarem com maior rapidez. No almoço e jantar prefira um cardápio mais leve, com verduras e legumes, prato principal assado ou grelhado que garantem uma digestão fácil e maior disponibilidade de nutrientes. Não esqueça dos alimentos que nos dão energia, que são aquela fonte de carboidratos como massas, arroz, feijão, batatas, etc”, aconselha a nutricionista do HCor.

    Frutas, verduras e legumes bem fresquinhos: consuma à vontade legumes, verduras e frutas, por serem opções para a obtenção de energia de forma leve e saudável, além de terem vitaminas e minerais, importantes para a prática de exercícios. “As saladas devem ser temperadas com azeite, vinagre e limão. Também é importante lembrar que a maionese pode ser perigosa nessa época do ano, pois contêm ovos crus que aumentam risco de contaminação, e favorecem a ocorrência de diarreia. Seguindo todos os cuidados com a alimentação dos pequenos, com certeza os dias de folga serão recheados de alegria, saúde e muita disposição”, finaliza.

    Unidades