• Pneumologista do HCor dá dicas para se acostumar com o horário de verão | HCor | Hospital do Coração
    Pneumologista do HCor dá dicas para se acostumar com o horário de verão

    Pneumologista do HCor dá dicas para se acostumar com o horário de verão

    Insônia seguida de dificuldade para acordar são os principais problemas causados pelo horário de verão

    O horário de verão começa no dia 16 de outubro e os relógios precisam ser adiantados em uma hora. Com isso, muita gente já se preocupa com aquela hora que vai perder. A mudança não significa apenas ter menos tempo para aproveitar a noite, porque o corpo realmente demora um pouco para se adaptar. E o relógio interno, acostumado com o dia de 24 horas, estranha quando ele tem apenas 23 horas.

    Isso porque o organismo tem um relógio biológico natural que se ajusta de acordo com as atividades cotidianas e, principalmente, com a luz do dia. Quando o horário de verão chega, uma hora dessa rotina é “deslocada”, e o organismo demora um pouco para se adaptar.

    Para o pneumologista e especialista em Medicina do Sono do Centro de Medicina do Sono HCor (Hospital do Coração), Dr. Pedro Genta, as consequências da mudança de horário no organismo podem ir desde mal estar, cansaço, irritabilidade, sonolência diurna e até alterações de apetite.

    Já os idosos e as crianças, por terem uma necessidade maior de sono e de rotina, podem sentir mais os efeitos da mudança de horário. “As crianças que vão para a escola no período da manhã terão que levantar uma hora mais cedo. E isso poderá gerar uma sonolência maior durante o dia”, esclarece.

    Para sofrer menos com o horário de verão, o pneumologista do Centro de Medicina do Sono HCor dá algumas dicas:

    mantenha uma alimentação leve: evite café, chá ou bebidas cafeinadas após o meio da tarde;

    resista a cochilar durante o dia, pois isto pode dificultar o sono na noite seguinte;

    exponha-se à luz do sol nas primeiras horas da manhã e escureça os ambientes após o jantar. Isto vai ajudar o seu relógio biológico a se readaptar;

    mantenha horários de sono regulares;

    evite a privação do sono.

    Centro de Medicina do Sono HCor: o Centro de Medicina do Sono HCor é pioneiro na integração entre diagnóstico e tratamentos das diversas patologias relacionadas ao sono. O Centro é composto por uma equipe multidisciplinar formada por especialistas em medicina do sono, pneumologistas, endocrinologistas, otorrinolaringologistas, neurologistas, dentistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e psicólogos, com toda a linha de dispositivos de pressão positiva (CPAP e BiPAP – aparelhos adequados para a aplicação de pressão nas vias aéreas por meio de máscaras) para demonstração e adaptação dos pacientes portadores de AOS e distúrbios respiratórios do sono.

    No Centro de Medicina do Sono HCor, dispomos de aparelhos de polissonografia de última geração para o diagnóstico das diversas patologias relacionadas ao sono. Após a constatação do diagnóstico, o tratamento deve ser feito por uma equipe multiprofissional focado na boa orientação ao paciente para o sucesso do tratamento.

    Unidades