• Procedimento híbrido para tratamento da Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo | HCor | Hospital do Coração
    Procedimento híbrido para tratamento da Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo

    Procedimento híbrido para tratamento da Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo

    HCor realiza o seu 31º procedimento híbrido para a SHCE e conta com a presença do Dr. John Cheatham

    Neste último dia 16 de abril, o HCor realizou o 31º procedimento híbrido para o tratamento da SHCE – Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo – e contou com o Dr. John P Cheatham, the Collumbus, Ohio, um dos maiores experts nesta técnica. Desde julho de 2008 a equipe de Cardiologia Pediátrica do HCor iniciou o programa de tratamento Híbrido para o tratamento estagiado de uma das mais graves e freqüentes cardiopatias congênitas. Este procedimento é considerado híbrido por juntar no mesmo ato terapêutico o cirurgião cardíaco e o intervencionista pediátrico. A união dos dois profissionais tem como objetivo unir a expertise das duas áreas oferecendo um tratamento menos agressivo e mais simples para a abordagem inicial desta malformação. Em junho de 2008 as equipes de cirurgia cardíaca liderada pelo Dr. Marcelo Jatene, de intervenção pediátrica liderada pelo Dr. Carlos Pedra e da UTI pediátrica e ecocardiografia participaram juntos do ISHAC, simpósio que trata exclusivamente de procedimentos híbridos para o tratamento das cardiopatias congênitas que ocorre anualmente em Collumbus, nos Estados Unidos e que tem como diretores os Drs. John P Cheatham e Mark Galantowics. Desde então houve um investimento decisivo nas técnicas híbridas e hoje o grupo detém uma das maiores e melhores experiências nesta área.

    Dr. Cheatham esteve em São Paulo participando do GI2 (Global Summit on Innovations and Interventions), simpósio internacional de cardiologia intervencionista realizado nos dias 13 a 15 de abril no WTC, e veio colaborar com mais um destes procedimentos no HCor.

    Unidades