Eletroneuromiografia

Eletroneuromiografia

Qual exame você procura?

Eletroneuromiografia

SAIBA MAIS

EXAME DE ELETRONEUROMIOGRAFIA

Eletroneuromiografia, também conhecida por eletromiografia, avalia a funcionalidade de diversos músculos, nervos e raízes nervosas. O procedimento auxilia na investigação clínica e avaliação prognóstica de uma série de condições de saúde como neuropatias, miopatias, radiculopatias, síndrome do túnel do carpo, paralisia facial e esclerose lateral amiotrófica.

O procedimento é realizado na unidade Paraíso

PROCEDIMENTO

ENTENDA COMO O EXAME É REALIZADO

O exame é feito por um médico neurofisiologista clínico, que avalia a condução nervosa e a atividade muscular por meio de estímulos elétricos. Os eletrodos são colocados na pele do paciente e registram a atividade elétrica em diversos músculos e nervos. O procedimento, sem necessidade de sedação ou anestesia, pode realizar os seguintes estudos:

  • • Eletroneuromiografia de membros superiores;
  • • Eletroneuromiografia de membros inferiores;
  • • Eletroneuromiografia de face;
  • • Eletroneuromiografia de segmento complementar (ex.: músculos paravertebrais);
  • • Eletroneuromiografia de segmento especial (ex.: região bulbar, língua, etc);
  • • Eletroneuromiografia de fibra única;
  • • Teste de estimulação nervosa repetitiva.

JÁ AGENDOU SEU EXAME?

Saiba como funciona seu preparo

MODO DE PREPARO

MODO DE PREPARO

MARCA-PASSO

MARCA-PASSO

MEDICAÇÕES

MEDICAÇÕES

O paciente deverá evitar a aplicação de cremes como hidratante e protetor solar, pomadas ou maquiagem na área a ser estudada, geralmente membros e face.

Os pacientes com implantes de marca-passo cardíaco poderão realizar o exame. Entretanto, o procedimento poderá ser adaptado pelo médico neurofisiologista para garantir a segurança.

Pacientes com CDI deverão consultar o seu médico sobre a necessidade de ajustes para a realização do exame.

Anticoagulantes
Caso o paciente esteja utilizando medicamentos anticoagulantes (Varfarina, Marevan®, Coumadin®, Marcoumar®, Pradaxa®, Eliquis®, Xarelto®, Clexane® etc.), deverá buscar recomendação médica sobre a possibilidade de suspensão temporária do medicamento e a duração necessária.

Varfarina, Marevan®, Coumadin® ou Marcoumar® deverá ser suspenso com uma semana de antecedência ou o paciente deverá apresentar resultado de tempo de protrombina da véspera ou do dia do exame com INR < 1,5. Pradaxa®, Eliquis® ou Xarelto® deverá ser suspenso 48 horas antes.

Caso não possa descontinuar a medicação anticoagulante, o estudo de condução nervosa poderá ser realizado sem o eletrodo de agulha devido ao risco de provocar hematomas intramusculares.

Antiplaquetários
Para usuários de antiplaquetários como ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina® e Somalgin®), Clopidogrel (Plavix®) e outros, não será necessário descontinuar a medicação.

Anticolinesterásico
Caso o paciente esteja utilizando medicamento anticolinesterásico (ex.: Piridostigmina e Mestinon®) para a realização de exame com estimulação nervosa repetitiva, deverá idealmente buscar recomendação médica sobre a suspensão da medicação em 24 horas prévias. Neste caso, a suspensão é recomendada, porém não é obrigatória.

EQUIPE MÉDICA

NOS NOSSOS PROFISSIONAIS VOCÊ PODE CONFIAR

Unidade Paraíso

Eletroneuromiografia

Unidade Paraíso

Dr. Ricardo Oliveira