Esses são os 5 sinais que você chegou ao limite do cansaço

Esses são os 5 sinais que você chegou ao limite do cansaço

Excesso de cobranças, preocupação e estresse podem fazer o cansaço evoluir para o esgotamento

É normal sentir-se esgotado, especialmente depois de um dia atarefado no trabalho. E a origem disso nem sempre é física, pode ser emocional também e atingir crianças e adultos. O excesso de estresse, cobranças e a falta de tempo para relaxar costumam ser o estopim.

“Quando a pessoa está em seu limite, ela diminui o rendimento, o prazer na execução do trabalho vai embora e vem uma sensação de que tudo é muito complicado, desgastante e demanda uma energia muito maior”, explica o médico Fernando Fernandes, psiquiatra do HCor.

Até chegar nesse ponto, o corpo percorre um longo caminho e costuma enviar sinais para avisar que algo não vai bem e, assim, evitar um colapso. De acordo com o psiquiatra, as próprias mudanças comportamentais, como perda de interesse em coisas que antes davam prazer, sintomas de depressão e ansiedade são indicativos. É preciso ficar atento a esses sinais de alerta. Veja os principais a seguir:

Dor de cabeça

Dores de cabeça quando começam a ser frequentes devem ser avaliadas. A pessoa pode sentir uma dor pulsante ou somente aquela sensação de pressão na cabeça, que pode vir acompanhada de náuseas.

Dores pelo corpo

Quando estamos em uma situação interpretada como ameaça, o corpo libera hormônios, como a adrenalina, por exemplo, para que os músculos se contraiam. Com os nervos comprimidos, a consequência é aparecer dores no corpo. Atividades relaxantes e prática de atividades físicas ajudam a aliviar esses desconfortos.

Distúrbios do sono

Em situações de cansaço extremo, a pessoa pode sofrer tanto com a dificuldade para dormir quanto com a sensação de que não dormiu o suficiente. Isso acontece porque, nessas condições, o cérebro não consegue percorrer todos os estágios normais do sono, não conseguindo, de fato, descansar.

Falta de concentração

Em situações de exaustão, não somente o corpo dá sinais, o cérebro também envia alertas. Dificuldades de concentração e distração constante são alguns deles.

Irritabilidade

A tensão física e cansaço mental experimentado nesses momentos acaba gerando um estresse psicológico. A pessoa se cobra mais e pode se irritar em circunstâncias que normalmente não se irritaria.

Como evitar chegar ao seu limite

O esgotamento pode atingir qualquer pessoa em idade produtiva ou durante a vida estudantil. É muito comum, por exemplo, jovens vivenciarem a exaustão em momentos pré-vestibular, por conta da pressão e do estresse. Alguns hábitos, no entanto, ajudam a diminuir as chances de se chegar a esse estado. O ideal é adotar uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos e dedicar tempo para coisas que te dão prazer.