Ortopedia se destaca no atendimento de atletas amadores e profissionais

Como o HCor se tornou também uma referência nacional nos tratamentos de membros e articulações

HCor é Referência Nacional em Tratamentos de Membros e ArticulaçõesDuas décadas depois de sua fundação, o HCor deu um passo importante na diversificação clínica criando um departamento de ortopedia e traumatologia. O desafio de iniciar as atividades deste novo serviço dentro de uma estrutura com enorme tradição em cardiologia foi superado logo nos primeiros anos de operação. Sob o comando do Prof. Dr. Gilberto Camanho, a área tornou-se referência entre esportistas e atletas profissionais. “Temos profissionais qualificados formados pelas universidades mais importantes do Brasil, como USP e UNIFESP”, afirma o ortopedista. ”Nossas equipes multidisciplinares atuam em todas as especialidades ortopédicas: coluna, ombro e cotovelo, mão, quadril, joelho, pé e tornozelo, além da ortopedia pediátrica”, acrescenta.

A iniciativa não chama atenção apenas pelo crescimento ao longo desses anos. Graças aos investimentos realizados e à equipe altamente especializada, o trabalho fez com que a ortopedia do HCor ganhasse projeção nacional e internacional. Não por acaso, atletas profissionais de renome, entre eles o craque Neymar, do Barcelona e da seleção brasileira, figuram no seleto grupo de pacientes que fizeram avaliação esportiva na instituição.

Essas grifes esportivas podem dar a sensação de que o serviço atende apenas a elite esportiva. Muito pelo contrário. Boa parte das pessoas que procuram ajuda são amadores como os tenistas de fim de semana, os peladeiros de futebol society e os novatos do circuito de corridas de rua. Infelizmente, o entusiasmo na hora de embarcar de cabeça em uma modalidade não é precedido por cuidados básicos, o que explica a alta incidência de problemas. “O esporte é uma atividade que expõe o organismo a lesões e, quando praticado de forma inadequada, compromete a estrutura do aparelho locomotor”, alerta Dr. Camanho.

O esporte é uma atividade que expõe o organismo a lesões e, quando praticado de forma inadequada, compromete a estrutura do aparelho locomotor

A infraestrutura da ortopedia do HCor permite várias abordagens terapêuticas, que vão desde prevenção para pessoas que desejam iniciar uma atividade física até a recuperação pós-operatória de atletas de alta performance. Inclui também a realização de cirurgias complexas e trabalhos de reabilitação para todos os perfis de pacientes.

Balance System, Equipamento Capaz de Fornecer Avaliações Computadorizadas da MusculaturaNos campos de medicina esportiva, de cirurgia do joelho e artroscopia o hospital virou um polo de formação de profissionais, com a realização de cursos e estágios certificados por uma renomada associação internacional, a International Society of Arthroscopy, Knee Surgery and Sports Medicine. O ortopedista Dr. Rene Abdalla, que atua no HCor desde o início do serviço, é um dos destaques na medicina esportiva com cirurgias realizadas nos mais renomados atletas do país e do exterior.

Para dar suporte aos profissionais que atuam na ortopedia, o HCor investiu pesado nos últimos anos em tecnologia de ponta. Um dos exemplos disso é o SportsMetric™, técnica cientificamente comprovada para prevenir e reduzir lesões em articulações, principalmente nos joelhos. O programa de treinamento promove uma reprogramação
neuromuscular no corpo do paciente ou do atleta com o objetivo de aumentar a força e o equilíbrio muscular. Isso permite obter performances melhores ao mesmo tempo em que reduz o risco de lesões.

Outros recursos inovadores são o Balance System, equipamento capaz de fornecer avaliações computadorizadas da musculatura ao redor do joelho e medir a agilidade da articulação, e o O-arm, que permite cirurgias na coluna sob orientação tomográfica na sala de operações. A instituição também possui um dos melhores centros de diagnósticos por imagem para patologias do aparelho locomotor. ”Hoje temos como avaliar, com precisão, o risco de lesões de forma personalizada. Isso faz com que possamos desenvolver um trabalho preventivo que imprima mais segurança na prática de atividades físicas”, explica Dr. Camanho.