×

HCor Explica / Outras

O que é uma síncope?

Incidência do câncer na bexiga
Síncope é a perda súbita da consciência e do tônus postural, mais conhecida como desmaio. O indivíduo fica flácido, cai e recupera-se espontaneamente. É comum que o desmaio seja antecedido por membros frios, pulso fraco e respiração superficial.

Há também a quase síncope, em que o indivíduo sente tontura e sensação de desmaio iminente, mas não perde a consciência. Ela é comumente classificada como síncope e discutida do mesmo modo, já que as causas são as mesmas.

Leia mais:

+ O que causa a síncope?

+ Síncope: sintomas e fatores de risco

Ela pode ocorrer em várias situações clínicas, incluindo problemas cardíacos. Nesses casos, o médico precisa avaliar se é algo preocupante, exigindo tratamento intensivo, ou se foi apenas uma queda de pressão, não acarretando em algum malefício à saúde.

A fase que a antecede caracteriza-se por mal-estar, náuseas, sudorese fria, escurecimento visual, zumbidos e palidez. Quem está próximo pode perceber que a pessoa não está bem.

Essa queda de consciência costuma ser bem curta, durando de segundos a poucos minutos. Na maioria dos casos, o indivíduo “acorda” rapidamente, sem nenhuma sequela. Ele percebe que vai desmaiar, mas é algo tão rápido que não há como se proteger procurando um local seguro.

A pessoa até tenta se segurar em alguma superfície próxima, mas não pode evitar a queda. Portanto, pode se machucar de maneira mais grave, sofrendo traumatismos e fraturas ósseas.

Síncope das paradas militares

Mesmo quem é saudável pode desmaiar após ficar em pé por um longo período. Para que o sangue retorne ao coração, os músculos das pernas precisam estar ativos. Portanto, o desmaio é uma reação do organismo para que o corpo permita a circulação sanguínea regular.

Esse desmaio é muito comum em soldados, daí o nome síncope das paradas militares.