×

HCor Explica / Cardiologia

Qual a diferença entre cateterismo terapêutico e cateterismo diagnóstico

Incidência do câncer na bexiga
Pouca gente sabe, mas o cateterismo cardíaco pode ser realizado com dois objetivos: o de obter o diagnóstico de uma patologia e também o de tratamento para problemas cardíacos congênitos ou que foram adquiridos com o passar do tempo.

Leia Mais:

+ Saiba o que é e como funciona o exame cateterismo cardíaco

Stent

Por exemplo, o cateterismo pode ser utilizado na implantação de um stent (uma tela que se parece com uma rede de aço). Ele fica fixo à parede do vaso e consegue abrir espaço para a passagem do sangue, gerando o fluxo necessário. Normalmente, esse procedimento também vem acompanhado da angioplastia que, com a ajuda de um balão insuflado dentro do vaso, ajuda na desobstrução. O stent mantém esse espaço.

Prótese aórtica

Há também o implante de prótese aórtica por meio do cateterismo. Somos pioneiros nesse tipo de procedimento e é uma excelente alternativa à cirurgia cardíaca, gerando menos complicações e riscos. Além disso, o tempo de recuperação é menor, ajudando o paciente a retornar para suas atividades normais. Consequentemente, isso gera menos impactos psicológicos.

Válvula pulmonar

Outro procedimento no qual o HCor é pioneiro é o implante de válvula pulmonar por meio do cateterismo. Esse procedimento tem como principal objetivo evitar que o paciente retorne para a mesa de cirurgia diversas vezes para intervenções com coração aberto.

Por meio de uma veia na perna do paciente, o cateter é inserido e levado até o coração. Quando chega ao local correto, um balão é inflado e a válvula pulmonar é implantada. Esse é um procedimento que pode ser feito inclusive em crianças ou bebês que nascem com defeitos congênitos.

A válvula pulmonar é a responsável por controlar o fluxo sanguíneo do ventrículo direito (aonde chega o sangue sem oxigênio) para os pulmões. Se essa válvula apresenta algum defeito, os cinco litros de sangue que são bombeados por minuto ficam sem oxigenação adequada, afetando não só o próprio coração como também todos os tecidos. Com a inserção da válvula por meio do cateterismo cardíaco, evita-se maiores complicações.