Nova ressonância magnética detecta precocemente doenças do fígado


 

Nova Ressonância Magnética Detecta Precocemente Doenças do FígadoA doença hepática crônica e a cirrose são as principais causas de morte em pacientes adultos acima de 45 anos, sendo a quinta causa nos Estados Unidos, juntamente com as doenças respiratórias. Soma-se a isto a recente epidemia de obesidade em vários países, incluindo o Brasil, sendo acompanhado da doença hepática gordurosa não alcoólica (depósito de gordura
no fígado), e que aumenta ainda mais as taxas de fibrose e cirrose hepáticas nestes pacientes.

“O grande problema deste tipo de acometimento no fígado é que ele se manifesta de forma silenciosa, não
se revela até quando o problema está muito avançado e as possibilidades de tratamento são mais limitadas”, explica o responsável pelo Departamento de Diagnóstico por Imagem do HCor, Dr. Abdalla Skaf.

Uma boa notícia para quem tem doenças hepáticas é que o HCor adquiriu um software de imagem para ressonância magnética, chamado de elastografia, que tem como objetivo diagnosticar precocemente
a fibrose hepática, que pode estar presente em várias doenças do fígado, como por exemplo, a cirrose e o câncer.
Além de mensurar a rigidez do fígado em pacientes de forma não invasiva, este exame é feito sem o uso de contraste e radiação ionizante (utilizada em estudos de radiografia e tomografia computadorizada).

Com a aquisição deste software, a Unidade Avançada Cidade Jardim do HCor se consolida como pioneira na utilização de tecnologias e equipamentos de última geração, sendo um dos primeiros centros do Brasil a oferecer este recurso.